Pauta.Me/Blog

Tag: Pesquisa

Publicidade Digital fatura R$ 11,8 bilhões e cresce 26% no Brasil

Duas pesquisas recentes colocam em xeque, de vez, qualquer dúvida sobre o potencial da publicidade digital no Brasil. A primeira pesquisa é a Digital AdSpending, um estudo realizado pela IAB Brasil em parceria com a comScore São Paulo que registrou um aumento de 26% de crescimento do setor no país, totalizando 11,8 bilhões investidos em 2016. IAB é a sigla de Interactive Advertising Bureau. A entidade sem fins lucrativos que tem como objetivo desenvolver o mercado de mídia interativa.

iab2016

Infográfico IAB Brasil – Pesquisa Digital Adspend 2017

O cálculo bate com as estimativas da empresa de pesquisas eMarketer, que registra R$ 44,7 bilhões investidos em publicidade no Brasil em 2016, sendo um quarto deles direcionado ao mercado de publicidade digital.

As projeções para 2017 também são positivas. O investimento em publicidade digital deve chegar a R$ 14,8 bilhões em 2017, quase um terço do mercado publicitário no Brasil.

iab2017

Infográfico IAB Brasil – Pesquisa Digital Adspend 2017

Entre os principais motivos para este crescimento, está a necessidade dos anunciantes em investir em alternativas com mais assertividade e capacidade de mensuração de resultado em tempos de crise econômica e instabilidade política.

O levantamento feito pela IAB Brasil foi elaborado com informações de anunciantes, agências de publicidade, veículos de comunicação, Ad Networks, e empresas de tecnologia. Na pesquisa, os números mais relevantes na distribuição dos recursos em publicidade digital no ano passado são os seguintes:

  • Search / Classificados / Comparadores de preço: R$ 5,7  bilhões (48,5%)
  • Display / Social: R$ 3,8 bilhões (32,5%)
  • Vídeos: R$ 2,2 bilhões (19%).

Diferente do mercado publicitário como um todo – que segundo eMarketer  diminuirá o ritmo de compra de mídia – a  publicidade digital deve manter o crescimento no Brasil em 2017.

Faça download do Digital AdSpending: http://iabbrasil.net/conteudos/pesquisas


Quer receber mais artigos do nosso Blog? Cadastre-se aqui.

Estudo AdReaction 2016: A Geração Z e os novos desafios da publicidade

O Instituto Kantar Millward Brown publicou o resultado do estudo AdReaction 2016, com informações de uma pesquisa realizada em 39 países com mais mais de 23 mil pessoas com idades entre 16 e 49 anos (as chamadas gerações X, Y e Z).

O Kandar Millward Brown é uma organização americana de atuação global, especializada em pesquisas de propaganda, comunicação e marketing. O AdReaction é um estudo realizado desde 2001 com o objetivo de produzir informação e insights baseados na relação dos consumidores com a publicidade.

estudo_geracaoZ2016

A prioridade do trabalho foram os dados referentes à  Geração Z, composta de indivíduos nascidos entre 1997 e 2011, que que  estimativa global deste número é dois bilhões de pessoas (27% da população mundial). O “Z” vem de “zapear”, pois uma das características desta geração é não concentrar muito em um único conteúdo.  A dispersão, inclusive, um dos desafios perceptíveis no estudo.

Música

A pesquisa AdReaction destaca muitas diferenças geracionais e uma variedade de fatores de estilo de vida. Entre elas, o notável gosto pela música entre as pessoas da Geração Z, já que 43% é consumidora ativa desta linguagem (quase o dobro da Geração X). Outra informação relevante sobre o tema: A Geração Z  gosta muito de acessar música em plataformas digitais.

Mídias Sociais e Mobilidade

A Geração Z tem uma forte presença em mídias sociais, só que de forma mais variada do que as outras gerações, mantendo perfis em plataformas além do Facebook, como o Instagram, YouTube e Snapchat. Para manter-se conectada, a Geração Z gasta mais tempo nos smartphones e tablets (3/4 dos entrevistados passam pelo menos uma hora usando este tipo de dispositivo). Por isso prefere conteúdo curto, interativo e móvel.

Audiovisual e Humor

O estudo AdReaction aponta que a Geração Z tem um nível sofisticado de discernimento visual. Tão importante quanto a mensagem, é a forma como ela é apresentada. Especialmente em termos de qualidades visuais.

Ao produzir um vídeo para a rede, por exemplo, é importante que a agência assegure-se de que os anúncios causem impacto logo no início, para evitar que sejam ignorados. A Geração Z é significativamente mais propensa a “pular” anúncios e detesta vídeos on-line invasivos e não ignoráveis.

Em contrapartida, a Geração Z gosta muito de anúncios digitais com uma forte estética e formatos imersivos para melhorar a experiência visual, como realidade aumentada. Os autores do estudo AdReaction também recomendam o uso de humor nos anúncios, considerado um dos melhores recursos para evitar a rejeição.

? Faça download do estudo AdReaction 2016 completo aqui (em inglês)


Quer receber mais artigos como esse? Cadastre-se aqui.

Panorama das Agências Digitais 2017

Onde estão os clientes das agências?
O que as agências estão fazendo para conquistar novos clientes?
Qual é o modelo de vendas utilizado?

Essas e outras questões são analisadas no Panorama das Agências Digitais 2017 lançado no RD Summit. O Estudo foi desenvolvido pela Resultados Digitais e Rock Content, que obtiveram os dados por meio de uma pesquisa online com 1.222 representantes de agências de todo o Brasil.

pesquisa_agencias_2017

Gráfico da pesquisa Panorama das Agências Digitais 201.

Para saber mais do assunto, a equipe do Pauta.Me/blog entrevistou Juliana Ribas, Analista de Marketing da Rock Content, e Nara Vaz, Responsável pelo Programa de Parcerias com agências e canais da Resultados Digitais.

Acesse a pesquisa: http://materiais.resultadosdigitais.com.br/panorama-agencias-digitais

Quer receber mais artigos do nosso Blog? Cadastre-se aqui.

Insights para sua agência vindos da 1ª Pesquisa Nacional de Perfil das Agências de Propaganda

Estamos lançando o nosso Blog e acreditamos ter começado muito bem, pois iremos comentar sobre vários aspectos relevantes da 1ª Pesquisa Nacional de Perfil das Agências de Propaganda com informações obtidas de 747 empresas.

É uma excelente fonte de informações. Muito rica para validarmos ou revermos estratégias empresariais.

É sempre bom receber insights para melhorar a performance dos negócios e quando eles chegam até nós de forma fácil e fundamentada por centenas de agências, é melhor ainda. Talvez até a sua agência tenha participado da construção desse material.

A Federação Nacional das Agências de Propaganda (Fenapro) realizou o estudo com informações obtidas de 747 empresas e sessões de Design Thinking com a participação de 160 gestores de agências de todas as regiões do Brasil.

O conteúdo tem sido debatido em artigos de sites especializados e encontros do setor ao longo de 2016.

capa_pesquisa_fenaro1

Clique na imagem e obtenha a apresentação da pesquisa.

  • Quais os segmentos mais compradores?
  • Quais as principais fontes de receita?
  • Que serviços estão tendo destaque positivo?
  • Que serviços são responsáveis pelo declínio na receita total?
  • Quais os meios de comunicação com mais destaque?
  • Quais os impactos da web nas agências?
  • Como está a produtividade de sua agência em relação a seus concorrentes?

Nesse artigo iremos comentar sobre os impactos do marketing digital nas agências.

Um bom avanço, talvez, seja tirar os serviços digitais do enquadramento “atividades complementares”. Mesmo apresentando um crescimento de receita a cada ano e ficando acima do marketing promocional, as ações envolvendo o meio digital e web ainda são tratadas como complementares.

tabela1_fenapro

Segundo a pesquisa da Fenapro, a Internet já superou a mídia externa e as revistas como meio utilizado para propaganda, ficando atrás do rádio, Jornal e televisão.
O estudo também traz um dado muito interessante: o varejo tem sido o setor que mais anunciou em 2014 e 2015, seguido pelo de serviços privados.

Uma pesquisa recente da PricewaterhouseCoopers (PwC) Brasil com aproximadamente 1 mil pessoas revelou que 77% dos consumidores se influenciam pelas informações obtidas nas mídias sociais, o que gera um impacto relevante nas decisões de compra, tanto em lojas virtuais quanto em lojas físicas.

Ao mesmo tempo em que as mídias sociais são ótimas ferramentas de interação direta com os estabelecimentos, também são oportunidades constantes de contato com os fabricantes. Os varejistas sabem disso e buscam as melhores formas de atrair e fidelizar os consumidores cada vez mais para os seus sites, blogs e perfis nas redes sociais.

tabela4_fenapro

Será que do montante de 66% investido pelo setor varejista nos últimos anos, as agências não poderiam ter oferecido ainda mais ações de marketing na rede, utilizando recursos de Business Intelligence, Realidade Aumentada e Internet das Coisas?

Entre as considerações finais da pesquisa, consta que os serviços digitais são uma grande oportunidade de mercado. O Marketing Digital é um meio importante para oferecer conteúdo exclusivo, promoções e ofertas relâmpago, mas também torna as vitrines das lojas ainda mais suscetíveis tanto aos elogios quanto às críticas negativas.

As agências precisam fazer mais do que incorporar a mídia digital entre os serviços, ainda mais em um mercado que oferece logomarcas como se fossem batatas fritas no self-service na rede.

As agências precisam também saber o que fazer com os dados oferecidos pelos próprio clientes, e criar novas campanhas e até, quem sabe, ajudar as empresas a pensarem em novos produtos e serviços baseados nestas informações.

Entre todos os insights extraídos das sessões de Design Thinking realizadas pela Fenapro, o mais urgente é:

A agência de futuro é aquela capaz de se envolver profundamente no negócio do cliente entregando mais e sabendo cobrar por isso.

Tão urgente, que eu diria que não é mais uma questão de se antecipar, mas de não ficar no passado.


Informações sobre o Pauta.Me

O Pauta.Me, é o ERP de mercado que nasce integrado com as ferramentas de marketing digital: Facebook, WordPress, Google Analytics, Sendgrid e com a plataforma RD Station.

Nessa primeira camada de integração, sua agência poderá gerir as campanhas digitais de seus clientes, ou seja, irá administrar os post no Facebook, LinkedIn e Instagram.

Para aumentar suas receitas através de novos clientes, sua agência irá colocar em prática os conceitos de inbound marketing através da plataforma RD Station que está integrada ao CRM do Pauta.Me.

Solicite uma apresentação.

 

Copyright © 2020 Pauta.Me/Blog

Theme by Anders NorenUp ↑