Pauta.Me/Blog

Author: TH (page 1 of 2)

Disrupção e inovação: O que o Marketing tem a ver com isso?

Entrevistas com Leandro Schmitz e Fernando Godoy

Entrevistamos Leandro Schmitz e Fernando Godoy durante o Marketing Mix ADVB 2019 sobre Marketing e inovação e reunimos em um único post. 

Leandro Schmitz é Head de Inovação da Flex Relacionamentos Inteligentes e iniciou a carreira como um dos primeiros jovens empreendedores da Internet no Brasil fundando a Grupos.com.br.

Fernando é empresário de tecnologia há mais de 20 anos (sendo 4 anos nos EUA, em agências digitais) e autor do livro “Metodologia Startup Village” sobre o equilíbrio e alta performance para empreendedores.

Gostaria de receber avisos das próximas entrevistas e conteúdos do nosso blog? Cadastre-se aqui!

Entrevista com Dr. Alexandre Marquesi

Segundo os dados de um estudo da consultoria de marketing Hype60+ em parceria com a rede Aging 2.0 e a plataforma Pipe Social, o Brasil conta com aproximadamente 30 milhões de pessoas com mais de 60 anos. Até 2030, o país terá a 5ª maior população idosa do mundo. O IBGE aponta que em 2050, a expectativa de vida do brasileiro mudará dos atuais 75 anos, para 81 anos de vida, ou seja, a população que atualmente corresponde a 11,3% dos habitantes vai ficar em torno de 39,2%! Serão 88,6 milhões de pessoas acima dos 60 anos daqui a três décadas.

A inversão da pirâmide populacional está transformando os mercados e consequentemente a atuação das empresas, que precisam estabelecer estratégias para atender o público sênior. E as agências de marketing e publicidade, como estão lidando com esta realidade?

Continuando a série de entrevistas realizadas no Marketing Mix ADVB SC 2019, nossa equipe conversou com o Dr. Alexandre Marquesi sobre a publicidade para o mercado de longevidade. Marquesi acumula mais de 24 anos de experiência em Internet, com ênfase em Comunicação nos meios digitais. Possui especialidades em desenvolvimento e consultoria de E-commerce, comunicação, CRM e business intelligence.

Gostaria de receber avisos das próximas entrevistas e conteúdos do nosso blog? Cadastre-se aqui!

Entrevista com José Anibal Ferreira (IBM)

Os criativos devem temer a Inteligência Artificial? Entrevistamos José Anibal Ferreira durante o Marketing Mix 2019 e ele nos falou até sobre computação quântica! José Anibal é Client Solution Executive da IBM Global TechnologyServices, professor, e conselheiro de StartUps e Investidores em Negócios Digitais.

Gostaria de receber avisos das próximas entrevistas e conteúdos do nosso blog? Cadastre-se aqui!

21º Festival Mundial de Publicidade de Gramado debate a Diferença

Começa nesta quarta-feira, 7 de junho, o 21º Festival Mundial de Publicidade de Gramado, realizado pela Associação Latino-Americana de Publicidade no Serra Park. Com a expectativa de público de 4 mil pessoas, o evento conta com uma programação variada de seminários, workshops, palestras e exposições sobre o mercado publicitário.

O Festival Mundial de Publicidade de Gramado é o terceiro maior evento de publicidade no mundo, em número de participantes, e o maior da América Latina. O tema da edição “Nunca a diferença fez tanta diferença” traz à tona vários paradigmas da publicidade no Brasil e no mundo, como a representatividade de gêneros e minorias na mídia, além da difícil tarefa de criar campanhas que lidem com a diversidade cultural em um ambiente onde os algoritmos das mídias sociais nos distanciam de opiniões e estéticas divergentes dos nossos gostos pessoais.

Para discutir essas questões, os realizadores convidaram profissionais de destaque no mercado de comunicação como Hugo Rodrigues, da Publicis Brasil, Luisa Kracht, da Cinema da Primo Cinematográfica (Buenos Aires /Argentina), Rondon Fernandes, da Horizon FCB (Dubai/Emirados Árabes), Renato Domingues, do Facebook, Vinicius Malinoski, da Google, e também conta com a presença da apresentadora Regina Casé e do jornalista Caco Barcellos.

O igual já foi bom porque era seguro.
Fazer igual, pensar igual, agir igual: apenas o testado e aprovado.
Mas será que num mundo tão diferente como o de hoje, o igual ainda vale a pena?
As coisas mudam tão rápido, que todo dia surge algo novo. Hoje, amanhã, depois.
Tudo de novo.

Tema do Festival Mundial de Publicidade de Gramado

A 21ª edição do Festival  ocorrerá até a próxima sexta-feira (9/6). A programação completa pode ser acessada no site www.festivalgramado.com.br.

E para você? O que faz a diferença na publicidade hoje em dia?
Participe de nossa enquete, sua opinião pode virar notícia!

new RDStationForms(‘o-que-faz-a-diferenca-na-publicidade-hoje-em-dia-0960c7e105b8331f55ad-html’, ‘UA-62795632-5’).createForm();

Publicidade Digital fatura R$ 11,8 bilhões e cresce 26% no Brasil

Duas pesquisas recentes colocam em xeque, de vez, qualquer dúvida sobre o potencial da publicidade digital no Brasil. A primeira pesquisa é a Digital AdSpending, um estudo realizado pela IAB Brasil em parceria com a comScore São Paulo que registrou um aumento de 26% de crescimento do setor no país, totalizando 11,8 bilhões investidos em 2016. IAB é a sigla de Interactive Advertising Bureau. A entidade sem fins lucrativos que tem como objetivo desenvolver o mercado de mídia interativa.

iab2016

Infográfico IAB Brasil – Pesquisa Digital Adspend 2017

O cálculo bate com as estimativas da empresa de pesquisas eMarketer, que registra R$ 44,7 bilhões investidos em publicidade no Brasil em 2016, sendo um quarto deles direcionado ao mercado de publicidade digital.

As projeções para 2017 também são positivas. O investimento em publicidade digital deve chegar a R$ 14,8 bilhões em 2017, quase um terço do mercado publicitário no Brasil.

iab2017

Infográfico IAB Brasil – Pesquisa Digital Adspend 2017

Entre os principais motivos para este crescimento, está a necessidade dos anunciantes em investir em alternativas com mais assertividade e capacidade de mensuração de resultado em tempos de crise econômica e instabilidade política.

O levantamento feito pela IAB Brasil foi elaborado com informações de anunciantes, agências de publicidade, veículos de comunicação, Ad Networks, e empresas de tecnologia. Na pesquisa, os números mais relevantes na distribuição dos recursos em publicidade digital no ano passado são os seguintes:

  • Search / Classificados / Comparadores de preço: R$ 5,7  bilhões (48,5%)
  • Display / Social: R$ 3,8 bilhões (32,5%)
  • Vídeos: R$ 2,2 bilhões (19%).

Diferente do mercado publicitário como um todo – que segundo eMarketer  diminuirá o ritmo de compra de mídia – a  publicidade digital deve manter o crescimento no Brasil em 2017.

Faça download do Digital AdSpending: http://iabbrasil.net/conteudos/pesquisas


Quer receber mais artigos do nosso Blog? Cadastre-se aqui.

Insights Publicitários

Não é caso de fórmula mágica, mas de higiene mental

Boas ideias possuem muitas origens. Podem ser fruto de horas intermináveis de sessões de brainstorm e design thinking, como também podem aparecer durante a leitura do rótulo de uma lata de ervilha na fila do caixa do supermercado. O fato é que quando as ideias surgem de modo súbito, são chamadas de Insights.

ilustra_artigo_insights

Insight é um palavra de origem inglesa, composta pelo prefixo  in e a palavra sight, formando o conceito de “vista de dentro”, ou seja, “visto pela mente”. Insight é a compreensão e resolução repentina de um determinado problema.

A geração de um Insight é mais inconsciente do que consciente. Não existe muita alternativa além de preparar a mente para que uma boa ideia surja de forma espontânea. Muitas vezes, sobrecarregar o cérebro com um tema bloqueia mais a criatividade do que ajuda.

A criatividade é a capacidade humana de criar e produzir algo de uma forma nova e diferente do modo que era feito até então. Um dos principais alimentos da criatividade é a variedade de informação. Quanto mais oferta de dados o cérebro de um criativo tiver, mais condições de criar vínculos inusitados entre uma referência e outra ele terá.

Mas não adianta ler páginas e páginas de livros, revistas e sites assim como não ajuda absorver dados estatísticos do Google Analytics, trending topics e sem um pouco de fruição, descanso mental, ou  pelo menos uma variação de repertório para que a mente ajuste tudo na rede neural.

Não se pode chamar necessariamente de técnica, mas uma boa dica para propiciar insights é, depois de jogar todas as informações necessárias – e principalmente as “desnecessárias” –  para dentro do cérebro, “esquecer” o assunto por algumas horas e deixar que o inconsciente trabalhe. E quando escrevo “esquecer”, é também se desconectar um pouco dos dispositivos digitais.

Outra dica muito importante é ter sempre à mão um bloco de anotação e caneta. Afinal, você não vai querer perder aquela ótima ideia só porque estava na fila do supermercado com uma lata de ervilha na mão.


Quer receber mais artigos do nosso Blog? Cadastre-se aqui.

É possível evitar o temido Furo de Pauta?

Semana cheia, jobs pendentes, atendimento correndo com os briefings e no meio daquela tarde de quinta-feira aparece o temido furo de pauta. O cliente havia “lembrado que precisava de uma demanda urgente”.

ilustra_furo_pauta1

O furo de pauta não é um retrabalho. Não é uma correção, mas uma tarefa nova, fora da pauta, geralmente “para ontem”. E não resta muito além de executar o job com o máximo de competência e agilidade possível. Mesmo que vá atrasar outras atividades planejadas com seus prazos que já não eram muito adequados, afinal, o cliente é aquele queridão que paga sozinho quase a metade dos custos da empresa.

Infelizmente, não existem muitas alternativas para eliminar os furos de pauta. Eles são mais recorrentes na rotina das agências do que gostaríamos. Uma das ações que podem atenuar o problema é a confecção mais detalhada possível do briefing.

Uma outra ação que pode ajudar é o registro dos furos de pauta, para que, munido de informações como timesheet, o atendimento possa mostrar ao cliente o impacto destas demandas no desempenho da campanha, e, se for o caso, no próximo orçamento.


Sobre o Pauta.Me

O módulo de projetos do Pauta.Me possui um recurso na criação de tarefas que registra quando o job é um furo de pauta. Esta informação é muito útil para a relação de relatórios e estatísticas acerca da produção da agência.

Solicite uma apresentação.

Quer receber mais artigos do nosso Blog? Cadastre-se aqui.

Briefing, o passo mais importante na jornada do Job

Um filme sem uma pré-produção decente tem pouquíssimas possibilidades de sucesso. Assim também é com os eventos, impossíveis de se realizar sem um bom planejamento. Na publicidade, esta etapa de organização começa com o  briefing, o marco inicial no desenvolvimento de campanhas e peças que poderão ou não atender às expectativas do cliente.

briefing

Embora seja muito importante, o desenvolvimento correto de um briefing nem sempre é notado, pois o pragmatismo faz parte do seu processo. Já  o estrago de um briefing mal feito é bem nítido, com muita geração de retrabalho e prejuízo imediato para ficar de prova.

Um briefing perfeito não é sinônimo de campanha de sucesso, mas é a garantia de que ela começou adequadamente, pois, como escreveu o filósofo chinês Lao Tsé: “Toda longa jornada começa com o primeiro passo”. Daí a importância de começar bem.

O briefing precisa ser o mais completo possível, com informações claras sobre o produto, serviço ou marca. É necessário que o briefing deixe nítido o cenário, os objetivos que o cliente deseja alcançar e público-alvo. O atendimento precisa reunir informações úteis, peças a serem criadas, insights, e, se puder, também saber o montante financeiro que o cliente pretende investir na ação.

O briefing moderno é uma bússola criativa cujas principais características devem ser a informatividade, concisão e inspiração. Criativos motivados e munidos de boa informação costumam ser mais assertivos e todo mundo sai ganhando no fim do trabalho.


Sobre o Pauta.Me

O Pauta.Me é um software ERP para agências de publicidade desenvolvido para integrar e atender as demandas de todos os departamentos da empresa. O módulo de Projetos conta com um recurso de modelo de escopos para a criação de projetos (campanhas) e modelos de briefing na ferramenta de criação de tarefas (jobs). Os modelos podem ser editados conforme as necessidades da agência.

Solicite uma apresentação.

Quer receber mais artigos do nosso Blog? Cadastre-se aqui.

Estudo AdReaction 2016: A Geração Z e os novos desafios da publicidade

O Instituto Kantar Millward Brown publicou o resultado do estudo AdReaction 2016, com informações de uma pesquisa realizada em 39 países com mais mais de 23 mil pessoas com idades entre 16 e 49 anos (as chamadas gerações X, Y e Z).

O Kandar Millward Brown é uma organização americana de atuação global, especializada em pesquisas de propaganda, comunicação e marketing. O AdReaction é um estudo realizado desde 2001 com o objetivo de produzir informação e insights baseados na relação dos consumidores com a publicidade.

estudo_geracaoZ2016

A prioridade do trabalho foram os dados referentes à  Geração Z, composta de indivíduos nascidos entre 1997 e 2011, que que  estimativa global deste número é dois bilhões de pessoas (27% da população mundial). O “Z” vem de “zapear”, pois uma das características desta geração é não concentrar muito em um único conteúdo.  A dispersão, inclusive, um dos desafios perceptíveis no estudo.

Música

A pesquisa AdReaction destaca muitas diferenças geracionais e uma variedade de fatores de estilo de vida. Entre elas, o notável gosto pela música entre as pessoas da Geração Z, já que 43% é consumidora ativa desta linguagem (quase o dobro da Geração X). Outra informação relevante sobre o tema: A Geração Z  gosta muito de acessar música em plataformas digitais.

Mídias Sociais e Mobilidade

A Geração Z tem uma forte presença em mídias sociais, só que de forma mais variada do que as outras gerações, mantendo perfis em plataformas além do Facebook, como o Instagram, YouTube e Snapchat. Para manter-se conectada, a Geração Z gasta mais tempo nos smartphones e tablets (3/4 dos entrevistados passam pelo menos uma hora usando este tipo de dispositivo). Por isso prefere conteúdo curto, interativo e móvel.

Audiovisual e Humor

O estudo AdReaction aponta que a Geração Z tem um nível sofisticado de discernimento visual. Tão importante quanto a mensagem, é a forma como ela é apresentada. Especialmente em termos de qualidades visuais.

Ao produzir um vídeo para a rede, por exemplo, é importante que a agência assegure-se de que os anúncios causem impacto logo no início, para evitar que sejam ignorados. A Geração Z é significativamente mais propensa a “pular” anúncios e detesta vídeos on-line invasivos e não ignoráveis.

Em contrapartida, a Geração Z gosta muito de anúncios digitais com uma forte estética e formatos imersivos para melhorar a experiência visual, como realidade aumentada. Os autores do estudo AdReaction também recomendam o uso de humor nos anúncios, considerado um dos melhores recursos para evitar a rejeição.

? Faça download do estudo AdReaction 2016 completo aqui (em inglês)


Quer receber mais artigos como esse? Cadastre-se aqui.

Digitalizar sem cultura de uso é permanecer offline

A publicidade sempre foi uma atividade acelerada por natureza, que nasceu da urgência dos clientes em anunciarem seus produtos e marcas. Esta urgência aumentou ainda mais em tempos de alta dispersão midiática e reatividade da Internet. Para acompanhar este cenário, as Agências também precisam mudar suas rotinas e processos. A distribuição de briefings em papéis e pastas entre os departamentos não é só uma visão antiquada, mas perigosa para a manutenção de qualquer empresa.

cultura_de_uso

A solução moderna para esta demanda é a digitalização dos processos de trabalho, mas só isso não basta. Esta solução precisa ser aproveitada em sua plenitude, para isso, é necessário um fator: a Cultura de uso.

Não adianta para a Agência adquirir servidores de arquivos, instalar equipamentos potentes, conectar Internet de alta velocidade se a equipe não tem o hábito de checar e-mails ou não sabe o que é um Google Doc.

Assim como não adianta implementar softwares complexo que burocratizem e tragam mais trabalho para os gerentes de contas, redatores e designers.

Para o aproveitamento completo dos recursos e softwares, é necessário que toda a equipe tenha tanto o treinamento técnico quanto a cultura de uso destas ferramentas digitais. Ou seja, não basta apenas usar um sistema de gestão de projetos por exemplo, você precisa ter o hábito de acessar e checar as informações e diariamente.


Quer receber mais artigos do nosso Blog? Cadastre-se aqui.

Olderposts

Copyright © 2019 Pauta.Me/Blog

Theme by Anders NorenUp ↑