Pauta.Me/Blog

Category: Produtividade

Sua empresa está preparada para o Home Office?

A humanidade vive há meses um dos seus momentos mais dramáticos: uma pandemia. Com os números crescentes de COVID-19, um vírus de alto contágio que obrigou milhares de pessoas ao isolamento social, setores importantes como o educacional e o empresarial foram fortemente afetados. A instabilidade econômica abala inúmeros negócios nos mais diversos segmentos e está mudando tanto os hábitos de consumo na sociedade quando a rotina de trabalho nas empresas

Conforme o estudo da Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC) intitulado Novos Hábitos Digitais em Tempos de Covid-19, que entrevistou mil pessoas em todo o país, os brasileiros passaram a usar muito mais meios digitais de pagamentos e devem continuar com esses hábitos de compra e consumo no pós-pandemia.

Já o estudo Tendências de Marketing e Tecnologia 2020 do Institute for Technology, Enterpreneurship and Culture (TEC) aponta para algo que estava sendo ensaiado nos últimos anos por várias corporações, o Trabalho Remoto. “Com uma previsão prolongada de quarentena, estima-se que os modelos remotos se tornem parte do imaginário corporativo e ganhem força após a contenção do surto. Caminhamos para um cenário, portanto, em que eles se tornarão mais comuns”, consta no relatório.

O site Valor Econômico destacou em recente reportagem que várias companhias já aderiram ao home office permanente e citou o caso do escritório da LafargeHolcim, no centro no Rio de Janeiro, que vai colocar os 150 funcionários da área administrativa em regime de teletrabalho e entregar o imóvel da sede. A multinacional  – que fabrica materiais de construção – estima economizar R$ 2 milhões por ano ao eliminar custo fixo com aluguel, condomínio, estacionamento, copa, manutenção e recepcionista. Já Benjamim Quadros, CEO da empresa de tecnologia BRQ, lembra que no caso da sua empresa a redução dos custos fixos foi equilibrada com o investimento que precisou ser feito para melhorar as plataformas digitais e comprar licenças para que todos pudessem atuar remotamente. A BRQ tem quase 3 mil funcionários em dez escritórios, no Brasil e exterior.

Muitas empresas tiveram que adequar a dinâmica de trabalho a esta realidade rapidamente, com cada funcionário adaptando sua própria estrutura para se manter trabalhando de casa, evitando assim maiores prejuízos em meio a pandemia. Se levarmos em conta que a taxa de contágio no país ainda não dá sinais de diminuir, provavelmente o estudo da TEC está correto em afirmar que essa modalidade de trabalho veio pra ficar, mas a pergunta é: estamos preparados?

Legalmente, para a  CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) a modalidade Home Office caracteriza-se pela prestação dos serviços fora das dependências da empresa. O artigo 75-C da CLT determina que a prestação de serviços remotos deve constar no contrato individual de trabalho, que especificará as atividades que serão realizadas pelo funcionário (pode ser elaborado termo aditivo de contrato de trabalho, por exemplo). Com a Medida Provisória 927, durante o período de calamidade pública, os efeitos se estendem até 31 de dezembro de 2020 e o Home Office transitório poderá ser adotado definitivamente pelas empresas.

Assim como o ajuste jurídico, outro aspecto fundamental é a organização, tanto a do funcionário quanto a dos gestores. É necessário estabelecer procedimentos e ferramentas a serem utilizadas para garantir a segurança das informações trocadas entre empresa e equipe. “Em tempos de home office, é ainda mais importante centralizar as informações de cada trabalho num único sistema, para manter o fluxo organizado e poder cumprir os prazos com eficiência” relata Gustavo Menyou, Diretor de Criação da Voodoo Branded Content – Grupo Voice.

O sistema que Gustavo mencionou é o Pauta.Me, um software ERP desenvolvido para otimizar o fluxo de trabalho e administrar as informações envolvidas em toda a cadeia produtiva de uma empresa criativa. O Pauta.Me integra o fluxo de trabalho com soluções do atendimento ao faturamento, contando, inclusive, com um recurso de Timesheet para os operadores contabilizarem as horas trabalhadas e programarem as pausas para o descanso, altamente necessárias para alavancar a produtividade. “O Pauta.Me tem sido fundamental para nós nesse processo” declara Gustavo.

Além de estruturar a área de criação, a plataforma Pauta.Me é útil para todos os departamentos, inclusive o financeiro. Dilza Pina, Diretora Financeira da Tastemakers, conta: “com a pandemia do Covid-19 nossa rotina foi transformada pelo trabalho Home Office, e o que ajudou muito nesse momento foi ter uma ferramenta como o Pauta.Me, que é totalmente online e integrado com todos os departamentos, um mecanismo de comunicação entre as equipes além da realização de orçamentos, emissão de nota fiscal, controle do fluxo de caixa e gestão de clientes.” Dilza destaca também que há uma otimização dos processos por intermédio de uma única base “garantindo maior eficiência nas demandas e economia de tempo para a equipe, o que melhora a qualidade de vida e o bem estar de todos”, completa. 

Entre as lições mais importantes deste período que nos encontramos, talvez a primeira seja o fato de que algumas coisas que pareciam ser transitórias são na verdade, permanentes. Também já é possível vislumbrar que apenas um ambiente de trabalho e equipamentos adequados não bastam para o sucesso do trabalho remoto. É necessário também que a empresa tenha processos e métodos bem definidos e um sistema de gestão eficiente. Como está sendo a experiência para você e a sua equipe? Queremos te ajudar a enfrentar o desafio do Home Office da melhor forma possível. Entre em contato

OUTRAS INFORMAÇÕES

Insights Publicitários

Não é caso de fórmula mágica, mas de higiene mental

Boas ideias possuem muitas origens. Podem ser fruto de horas intermináveis de sessões de brainstorm e design thinking, como também podem aparecer durante a leitura do rótulo de uma lata de ervilha na fila do caixa do supermercado. O fato é que quando as ideias surgem de modo súbito, são chamadas de Insights.

ilustra_artigo_insights

Insight é um palavra de origem inglesa, composta pelo prefixo  in e a palavra sight, formando o conceito de “vista de dentro”, ou seja, “visto pela mente”. Insight é a compreensão e resolução repentina de um determinado problema.

A geração de um Insight é mais inconsciente do que consciente. Não existe muita alternativa além de preparar a mente para que uma boa ideia surja de forma espontânea. Muitas vezes, sobrecarregar o cérebro com um tema bloqueia mais a criatividade do que ajuda.

A criatividade é a capacidade humana de criar e produzir algo de uma forma nova e diferente do modo que era feito até então. Um dos principais alimentos da criatividade é a variedade de informação. Quanto mais oferta de dados o cérebro de um criativo tiver, mais condições de criar vínculos inusitados entre uma referência e outra ele terá.

Mas não adianta ler páginas e páginas de livros, revistas e sites assim como não ajuda absorver dados estatísticos do Google Analytics, trending topics e sem um pouco de fruição, descanso mental, ou  pelo menos uma variação de repertório para que a mente ajuste tudo na rede neural.

Não se pode chamar necessariamente de técnica, mas uma boa dica para propiciar insights é, depois de jogar todas as informações necessárias – e principalmente as “desnecessárias” –  para dentro do cérebro, “esquecer” o assunto por algumas horas e deixar que o inconsciente trabalhe. E quando escrevo “esquecer”, é também se desconectar um pouco dos dispositivos digitais.

Outra dica muito importante é ter sempre à mão um bloco de anotação e caneta. Afinal, você não vai querer perder aquela ótima ideia só porque estava na fila do supermercado com uma lata de ervilha na mão.

É possível evitar o temido Furo de Pauta?

Semana cheia, jobs pendentes, atendimento correndo com os briefings e no meio daquela tarde de quinta-feira aparece o temido furo de pauta. O cliente havia “lembrado que precisava de uma demanda urgente”.

ilustra_furo_pauta1

O furo de pauta não é um retrabalho. Não é uma correção, mas uma tarefa nova, fora da pauta, geralmente “para ontem”. E não resta muito além de executar o job com o máximo de competência e agilidade possível. Mesmo que vá atrasar outras atividades planejadas com seus prazos que já não eram muito adequados, afinal, o cliente é aquele queridão que paga sozinho quase a metade dos custos da empresa.

Infelizmente, não existem muitas alternativas para eliminar os furos de pauta. Eles são mais recorrentes na rotina das agências do que gostaríamos. Uma das ações que podem atenuar o problema é a confecção mais detalhada possível do briefing.

Uma outra ação que pode ajudar é o registro dos furos de pauta, para que, munido de informações como timesheet, o atendimento possa mostrar ao cliente o impacto destas demandas no desempenho da campanha, e, se for o caso, no próximo orçamento.


Sobre o Pauta.Me

O módulo de projetos do Pauta.Me possui um recurso na criação de tarefas que registra quando o job é um furo de pauta. Esta informação é muito útil para a relação de relatórios e estatísticas acerca da produção da agência.

Solicite uma apresentação.

Quer receber mais artigos do nosso Blog? Cadastre-se aqui.

Briefing, o passo mais importante na jornada do Job

Um filme sem uma pré-produção decente tem pouquíssimas possibilidades de sucesso. Assim também é com os eventos, impossíveis de se realizar sem um bom planejamento. Na publicidade, esta etapa de organização começa com o  briefing, o marco inicial no desenvolvimento de campanhas e peças que poderão ou não atender às expectativas do cliente.

briefing

Embora seja muito importante, o desenvolvimento correto de um briefing nem sempre é notado, pois o pragmatismo faz parte do seu processo. Já  o estrago de um briefing mal feito é bem nítido, com muita geração de retrabalho e prejuízo imediato para ficar de prova.

Um briefing perfeito não é sinônimo de campanha de sucesso, mas é a garantia de que ela começou adequadamente, pois, como escreveu o filósofo chinês Lao Tsé: “Toda longa jornada começa com o primeiro passo”. Daí a importância de começar bem.

O briefing precisa ser o mais completo possível, com informações claras sobre o produto, serviço ou marca. É necessário que o briefing deixe nítido o cenário, os objetivos que o cliente deseja alcançar e público-alvo. O atendimento precisa reunir informações úteis, peças a serem criadas, insights, e, se puder, também saber o montante financeiro que o cliente pretende investir na ação.

O briefing moderno é uma bússola criativa cujas principais características devem ser a informatividade, concisão e inspiração. Criativos motivados e munidos de boa informação costumam ser mais assertivos e todo mundo sai ganhando no fim do trabalho.


Sobre o Pauta.Me

O Pauta.Me é um software ERP para agências de publicidade desenvolvido para integrar e atender as demandas de todos os departamentos da empresa. O módulo de Projetos conta com um recurso de modelo de escopos para a criação de projetos (campanhas) e modelos de briefing na ferramenta de criação de tarefas (jobs). Os modelos podem ser editados conforme as necessidades da agência.

Solicite uma apresentação.

Quer receber mais artigos do nosso Blog? Cadastre-se aqui.

Digitalizar sem cultura de uso é permanecer offline

A publicidade sempre foi uma atividade acelerada por natureza, que nasceu da urgência dos clientes em anunciarem seus produtos e marcas. Esta urgência aumentou ainda mais em tempos de alta dispersão midiática e reatividade da Internet. Para acompanhar este cenário, as Agências também precisam mudar suas rotinas e processos. A distribuição de briefings em papéis e pastas entre os departamentos não é só uma visão antiquada, mas perigosa para a manutenção de qualquer empresa.

cultura_de_uso

A solução moderna para esta demanda é a digitalização dos processos de trabalho, mas só isso não basta. Esta solução precisa ser aproveitada em sua plenitude, para isso, é necessário um fator: a Cultura de uso.

Não adianta para a Agência adquirir servidores de arquivos, instalar equipamentos potentes, conectar Internet de alta velocidade se a equipe não tem o hábito de checar e-mails ou não sabe o que é um Google Doc.

Assim como não adianta implementar softwares complexo que burocratizem e tragam mais trabalho para os gerentes de contas, redatores e designers.

Para o aproveitamento completo dos recursos e softwares, é necessário que toda a equipe tenha tanto o treinamento técnico quanto a cultura de uso destas ferramentas digitais. Ou seja, não basta apenas usar um sistema de gestão de projetos por exemplo, você precisa ter o hábito de acessar e checar as informações e diariamente.

Solicite uma apresentação.

Armazenamento de dados nas Agências de Publicidade: Backup local ou na Nuvem?

Uma das principais características da era da Informação é a substituição dos sistemas analógicos por sistemas digitais de registro, transmissão e arquivamento de informações, seja no formato de textos, vídeos, peças gráficas ou áudio.

Esta transformação afetou tanto a forma das pessoas se relacionarem na sociedade quanto os processos de trabalho dentro das empresas. Com as Agências de Publicidade e Marketing não poderia ser diferente, principalmente porque trabalham com conteúdos simbólicos.

A questão é que o arquivamento e segurança destes conteúdos não é simples e nem barata. Criar, manipular e salvar peças gráficas ou audiovisuais de alta qualidade demanda um grande desempenho de computadores e servidores que podem estar na empresa ou na “Nuvem”  (cloud computing),  que nada mais é do que o armazenamento em servidores compartilhados pela Internet. Ou seja, em empresas terceirizadas.

nuvem_local

Em uma Agência de Publicidade, o backup de arquivos deve ser realizado diariamente para proteção dos dados em casos de perda acidental ou falha no equipamento, além de liberar espaço nos HDs.

Mesmo com muitas opções de armazenamento virtual disponíveis no mercado, muitos donos e gestores de Agências ainda preferem o backup físico, em computadores e servidores locais na própria empresa. A justificativa costuma ser não só o custo, mas a segurança da informação, já que lidam com estratégias de marketing e campanhas inteiras de clientes.

Existem tanto vantagens quanto desvantagens em cada uma das escolhas. O backup local pode aparentar mais segurança, mas também está sujeito à roubos e acidentes físicos. Já o armazenamento na rede é tão prático pois o acesso aos arquivos pode ser feito de qualquer parte do planeta – daí a alusão à nuvem –  quanto temeroso, já que existem apenas logins e senhas entre os arquivos da empresa e um possível cracker.

A melhor solução é aquela que mais se adequa aos processos internos da empresa. Inclusive, pode-se utilizar as duas opções de forma complementar e integrada, de acordo com os níveis de sigilo de cada conteúdo.


Sobre o Pauta.Me

O Pauta.Me é um software ERP para Agências de Publicidade que possibilita fazer gerenciar arquivos de vários repositórios, inclusive na mesma tarefa ou projeto.

Com o Pauta.Me, o operador arquivar ou acessar arquivos a partir de contas no Google Drive, Servidores Cloud ou até mesmo em computadores na própria Agência.

Solicite uma apresentação.

Quer receber mais artigos do nosso Blog? Cadastre-se aqui.

Auditoria de processos: Um alívio para os gestores na missão de gerenciar pessoas

Gerenciar pessoas não foi, é, ou será fácil. Mas nos momentos de identificar quem é o responsável por determinado problema, esta atividade torna-se altamente estressante.

Tudo vai bem “quando tudo está bem”, agora quando um problema surge, nem sempre as pessoas possuem maturidade suficiente para lidar com ele e aí, acusações ou omissões ocorrem de todos os lados estabelecendo um clima conflituoso.

Problemas é que não faltam nas agências. Para não ofender ninguém, a gestão de determinados problemas pode terminar assim: “é, nós precisamos melhorar a comunicação interna”.

Arte: Rafael Gonzaga

De fato, apesar de sermos agências de comunicação, “comunicação interna” pode ser um problema frequente e nem sempre tão simples de resolver. Principalmente, quando tudo leva a crer que alguém “pisou feio na bola”.

É aí que aparece a força da auditoria de processos, efetuada pelo próprio sistema de gestão. Temos que evitar ao máximo as guerras internas.

Existem erros mais e menos graves. Os mais graves, obviamente são gerados por erros que acabam por impactar na rentabilidade da agência, seja por colocar em risco a permanência de um cliente ou por anular o lucro de um projeto.

Esses erros precisam ser auditados de forma simples e transparente, ou seja, todos devem saber que o sistema de gestão está monitorando e registrando todas as alterações realizadas pelos usuários.

A auditoria é mais eficiente, quando ela é um processo padrão na agência. Por ser uma atividade que gera melindres, melhor que seja automatizada, evitando que as pessoas “se emocionem muito” e se exponham além da conta.

Os sistemas de gestão modernos, possuem meios de auditar as informações contidas em seus arquivos internos, acompanhando todas as alterações efetuadas. Eles registram a informação antes e depois da alteração ter sido efetuada, apresentando qual usuário realizou a alteração.

Erros acontecem, mas é preciso maturidade para assumir o “mea culpa, mea máxima culpa” e muitas pessoas ainda não têm e para essas pessoas, a auditoria de processos funciona muito bem.

Quando todos sabem que os processos são auditados de forma natural, sabem que terão que usar de total transparência quando ocorrer algum deslize e irão lutar para aumentar a qualidade de seu trabalho.

Para os gestores, é um alívio, pois irá evitar o estresse provocado por acusações e/ou omissões dentro da equipe, além de deixar claro, quem é o responsável por determinado problema.

  • Quem alterou aquele job?
  • Quem mexeu na condição do contrato?
  • Quem autorizou o post?
  • Quem homologou aquela refação?
  • Quem alterou o planejamento de mídia do cliente?
  • Quem alterou o preço daquele orçamento?

Com sistemas de gestão, que oferecem a capacidade de auditar as informações, tudo fica mais claro.


Sobre o Pauta.Me

Por informatizar grande parte dos processos internos, o processo de auditoria é facilitado no Pauta.Me. O sistema informatiza e integra os processos de CRM, Atendimento, Projetos, Mídia, Produção, Marketing Digital e Financeiro.

Solicite uma apresentação.

Quer receber mais artigos do nosso Blog? Cadastre-se aqui.

 

O cliente pergunta: “Como está o projeto?”

Dagoberto chega na agência, senta-se em sua baia, liga o computador e começa a labuta.

Dagoberto é gerente de contas e precisa saber a quantas anda aquele job atrasado que o cliente havia perguntado pelo Whatsapp mais cedo, e agora, reforça a pressão por e-mail.

Dagoberto se loga na ferramenta de gestão de projetos e verifica que o status não está atualizado. Para contactar os colaboradores responsáveis, Dagoberto envia recados pelo Skype, Gtalk e bolinha de papel.

A resposta vem por meio de uma ferramenta mais antiga: Alguém grita de outra baia que a peça estava pronta há dois dias. Fizeram o upload no Dropbox, mas esquecem de atualizar o status no sistema. Dagoberto desiste de definir se o que sente é alívio ou raiva e parte para a próxima atividade após enviar o link da peça para a aprovação do cliente. Mas, para isso, Dagoberto precisa conferir o plano de mídia, impresso em papel e arquivado em uma pasta na gaveta.

Agora é a hora de checar com o financeiro se a fatura de veiculação de uma campanha foi encaminhada. Após algum esforço mental, Dagoberto lembra do login e a senha de acesso do software financeiro recém adquirido na empresa. Só que parte das informações do sistema anterior foram perdidas na migração de dados de um software para outro e Dagoberto vai ter que ligar para o departamento financeiro para se informar.

treta_produtividade2

Nesse momento, chega outra mensagem pelo Whatsapp. Era o cliente reclamando que a peça enviada não era a correta e quer marcar um call no skype com ele e seu chefe para negociar o pagamento. Sim, além de tudo, o pagamento está atrasado.

Uma bolinha de papel acerta Dagoberto nas costas.

Dagoberto não estava em um bom dia.

Dagoberto não é real, mas a sua persona pode ser utilizada para representar milhares de gestores, técnicos e profissionais de Agências de Publicidade e Marketing Digital que utilizam várias ferramentas diferentes para gerir ou monitorar as atividades da empresa.

Para sanar esta demanda, todos os dias são lançados mais e mais softwares de gestão, ERPs, CRMs, e plataformas de mídia que tornam uma simples operação de checagem em um safari digital na rede. Um safari caro, já que cada software tem um custo.

A solução mais indicada é usar uma única plataforma que reúna o maior número possível de recursos que deem conta das demandas de toda a cadeia de produção da empresa.

Um ERP completo é capaz de prover com um único acesso tanto a visão geral dos fluxos de atividade da Agência quanto checar os detalhes de cada processo. Outra vantagem de usar uma única plataforma de gestão é agregar em uma única ferramenta todos os dados dos clientes e colaboradores, facilitando a comunicação e tornando os processos mais eficientes, econômicos e transparentes.


Sobre o módulo de Projetos do Pauta.Me

O Pauta.Me é um ERP que reúne diversos módulos que permitem ao gestor da agência controlar, organizar e monitorar o circuito completo de produção, do briefing à veiculação.

No Pauta.Me, as campanhas são tratadas como Projetos da empresa, o que permite o planejamento mais abrangente, com ferramentas como Gráfico de Gantt, timesheet, criação de tarefas, controle de workflow , gestão de contatos e a geração de relatórios.

Produtividade na alimentação das Mídias Sociais e Blogs

Foi-se o tempo em que existia um “mundo real” e outro “mundo virtual”. O cotidiano das pessoas é feito de relações que transpassam o meio digital a todo o momento. Seja conversando, comprando, trabalhando ou se entretendo.

Muitas destas relações se dão em mídias sociais, plataformas de relacionamento na Internet que não só substituíram a televisão no horário nobre, como a sala de estar inteira.

A Internet proporciona o uso de inúmeros aplicativos que se adaptam aos mais variados segmentos sociais e profissionais, criando nichos de audiência de fácil mensuração.

Para cada nicho existe mais de uma mídia social disposta a “abrigar” os dados dos usuários e lucrar com informações sobre as preferências e hábitos de consumo registradas todos os dias na Web.

É assim com o Facebook, Twitter, Linkedin, Instagram, Google Plus e será assim com as próximas empresas digitais que forem se arriscar na selva da mineração de dados.

pautame_integracoes

As Agências podem e devem aproveitar estas janelas e circuitos de atenção de milhares de consumidores na rede.

Mas como administrar todas os blogs, páginas e perfis nas Mídias Sociais dos clientes?

E, mais desafiante ainda: Como cruzar estes dados, metrificar e transformar em conhecimento estratégico para os clientes?

Existe todo um campo a ser explorado pelas empresas de Publicidade e Propaganda que vai bem além do compartilhamento de memes engraçadinhos na redes sociais.

A sua agência está preparada?


Sobre o Módulo de Marketing Digital do Pauta.Me.

O ERP Pauta.Me possui um módulo de Marketing Digital que proporciona a administração de posts em Páginas do Facebook e nos de blogs do WordPress.

Com o Módulo de Marketing Digital, a Agência também pode analisar o desempenho dos sites dos clientes através da integração com o Google Analytics, bem como avaliar o sucesso das campanhas online pela captura de leads da plataforma RD Station, também integrada ao Pauta.Me.

Além destes recursos, o Módulo de Marketing Digital permite enviar newsletters a partir de uma conta de SMTP dedicado ou sistema de envio de e-mails em massa Sendgrid.

Tudo sem sair do mesmo ambiente.

Solicite uma apresentação.

Quer receber mais artigos do nosso Blog? Cadastre-se aqui.

Cheque a produtividade de sua agência e veja a importância do timesheet

A 1ª Pesquisa Nacional de Perfil das Agências de Propaganda apresenta uma informação muito importante para todas as agências: a produtividade regional e nacional.

Faça o seguinte: pegue o faturamento bruto de sua agência e divida pelo número de funcionários.

Feito isso, compare o número com a tabela abaixo.

fenapro_produtividade

Pesquisa da Federação Nacional das Agências de Propaganda (Fenapro).

O número está acima, abaixo ou na média regional?

Agora vamos para o segundo item deste post:

Como o uso do timesheet pode melhorar esse número.

Produtividade é um dos maiores desafios para as agências. Para superar este desafio temos um excelente aliado: O Timesheet, que além de apoiar o aumento da produtividade, ajuda na redução ou cumprimento dos prazos.

Manter o produção dentro do tempo estipulado é uma das maiores dificuldades nas Agências de Publicidade e Propaganda.  Principalmente entre os criativos, que precisam lidar com inúmeras distrações online e atividades paralelas dentro da empresa.

Para lidar com estas dificuldades, muitas técnicas de atenção e produtividade foram desenvolvidas, como a Pomodoro, por exemplo. que consiste em deixar um relógio-cronômetro (destes, de cozinha) ligado durante o período da atividade, sem permitir que outras demandas interfiram durante a produção até o aparelho disparar.

pomodoro

Mas não é sobre esta técnica que vamos tratar especificamente neste artigo, mas da sua essência: a organização do tempo.

O Timesheet é  uma ferramenta de registro das horas trabalhadas pelos operadores que otimiza o fluxo de trabalho das agências e pode ser integrado em soluções que fazem a diferença na rentabilidade das empresas.

O Timesheet costuma ser mais apreciado entre os gestores do que os criativos da Agência, que quando utilizam, muitas vezes esquecem o dispositivo ativado em um Job quando saem para uma reunião, comprometendo o controle do tempo. Mas com um mínimo de cultura de uso, logo percebem que o recurso pode ser uma forte aliado da criatividade, ao deixar a mente livre enquanto máquina cuida do resto.

Ao ser ativado no início de uma atividade, o Timesheet proporciona o gerenciamento mais inteligente da produtividade. Os dados gerados por este tipo de ferramenta são muito úteis em relatórios analíticos e podem ser usados na criação de novas formas de remuneração.

Para descontrair, assista ao vídeo da ação da JWT e Casa, que encontraram uma forma interessante de estimular o uso do timesheet: Integrando-o a uma geladeira cheia de cerveja.



Sobre a ferramenta Timesheet do Pauta.Me.

O Módulo de Projetos do Pauta.Me possui dois tipos de Timesheet :

  • Recurso padrão de play-stop para taregas longas e outro exclusivo da plataforma;
  • Timesheet-Checkout, no qual o operador informa no fim do expediente qual foi a duração de cada tarefa.

Além destas funcionalidades, o Timesheet do Pauta.Me “dialoga” com o operador, perguntando-o se ainda está na produção do Job conforme o horário programado.

Solicite uma apresentação.

Quer receber mais artigos do nosso Blog? Cadastre-se aqui.

Copyright © 2020 Pauta.Me/Blog

Theme by Anders NorenUp ↑